5 dicas da Kaspersky Lab para deixar o seu iPhone ainda mais seguro

Uma das características mais elogiadas por usuários que possuem dispositivos da Apple é a segurança presente nesses aparelhos, especialmente no iPhone. Claro, nenhum gadget está totalmente livre de ataques e vulnerabilidades, mas só o fato da empresa controlar a distribuição de software e aprovar todos os aplicativos em sua loja virtual já servem para aumentar a proteção dos produtos.

Partindo desse princípio, a Kaspersky Lab divulgou nesta semana alguns conselhos que, embora elimine algumas funções, torna o smartphone da Maçã ainda mais seguro e com menos riscos de revelar seus dados pessoais para cibercriminosos.

Além de um bom antivírus, é importante lembrar que apenas estes passos a seguir não são suficientes para manter o seu aparelho longe de possíveis ameaças digitais. A própria Kaspersky lembra que cada usuário deve avaliar quais medidas está disposto a tomar para o bem da segurança de suas informações. Por isso, analise as sugestões e veja quais são as melhores para proteger seu dispositivo sem abrir mão de ferramentas que você considera importantes.

 

1. Em vez do código de 4 dígitos, utilize uma senha forte

  • Para que serve: reduz a probabilidade de um cibercriminoso adivinhar a sua senha
  • Como ativar esta opção: vá em Definições > Touch ID e código > Solicitar: de imediato > código simples: desativado

A forma mais simples e eficiente de manter seus dados protegidos é utilizar uma senha forte em vez do simples código pin de 4 dígitos. É uma boa ideia combinar números, letras e símbolos e é ainda melhor que a senha seja solicitada imediatamente depois do bloqueio de tela, sem demoras. Como extra, pode-se ativar a opção “apagar dados” após dez tentativas falhas de introduzir a senha. Mas tenha em mente que a sua informação será eliminada permanentemente e não poderá ser recuperada, então o melhor é nunca se esquecer da senha.

 

2. Desative notificações na tela de bloqueio

  • Para que serve: evita que desconhecidos vejam a informação que aparece na tela de bloqueio
  • Como ativar esta opção: vá em Definições > Touch ID e código > Seção: permitir acesso enquanto estiver bloqueado

Não importa o quão forte é a sua senha: isso não impede que os seus dados sejam revelados se as notificações aparecerem na tela bloqueada. Mensagens, e-mails e informação de aplicações podem conter arquivos sensíveis, como códigos, conversas privadas e até dados financeiros. Quanto menos informação seu iPhone mostrar na tela de bloqueio, mais seguros estarão os seus dados.

 

3. Ative a verificação de dois fatores do iCloud e Apple ID

  • Para que serve: evita que uma pessoa não autorizada acesse suas contas
  • Como ativar esta opção: acesse https://appleid.apple.com/pt/ > Gestão da ID da Apple > ID da Apple e senha > Verificação de dois fatores

Contar com um bloqueio é bom, mas ter dois é ainda melhor. Por esta razão, é muito recomendável que você ative, sempre que disponível, a verificação em dois fatores nos serviços do iCloud e Apple ID. Quando configurar esta opção, você pode registar um ou mais dispositivos (sobre os quais tiver o controle), que receberão um código de verificação de 4 dígitos por meio de SMS ou do serviço Find My iPhone. Assim, cada vez que acessar o Apple ID, iCloud ou comprar alguma coisa no iTunes ou App Store, será necessário verificar sua identidade introduzindo a senha e o código de verificação de 4 dígitos.

 

4. Desative a Siri na tela de bloqueio

  • Para que serve: evita que alguém obtenha informações do seu smartphone utilizando a Siri
  • Como ativar esta opção: vá em Definições > Touch ID e código > Seção: permitir acesso enquanto bloqueado > Siri: desativado

A Siri é uma grande aplicação do iPhone, mas muitas vezes a assistente pessoal pode revelar determinadas informações que você pode preferir manter privadas. Não é preciso desativá-la por completo, mas seria muito mais seguro evitar que ela seja ativada com a tela bloqueada. A Siri pode se comunicar com qualquer pessoa, não exclusivamente com o dono do dispositivo.

 

5. Desative a sincronização automática com o iCloud

  • Para que serve: reduz o risco das suas informações armazenadas nos servidores do iCloud serem violadas se você perder algum dos seus dispositivos da Apple
  • Como desativar esta opção: Vá em Definições > iCloud

No ano passado, um dos casos de maior repercusão em sites de tecnologia foi o roubo massivo de fotos privadas de famosos nos servidores do iCloud, entre elas das atrizes Kirsten Dunst e Jennifer Lawrence. Uma pessoa pode pensar que apagar as fotos do telefone resolve o problema, mas as coisas não funcionam assim. Estando o telefone sincronizado com o iCloud, todas as suas informações são guardadas e não desaparecem, nem se forem apagadas de forma local. O mesmo acontece com quase todos os tipos de arquivos dos iPhones e do iCloud: mensagens, contatos, notas e documentos. Tudo se sincroniza automaticamente, a menos que você desative essa opção.

Fonte: Canal Tech (http://goo.gl/vnI3Mr )